Por: Paulo Chagas | 10/11/2017

Foi lançado nesta semana pelo Observatório Social de Lages (OSL) no auditório do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas – CCET da Uniplac o projeto Engenheiro Cidadão que, voltado para os acadêmicos do curso de Engenharia e Arquitetura, visa o acompanhamento das licitações de obras públicas do município de Lages.

Juntamente com os voluntários do OSL e  de professores da universidade, os acadêmicos irão conhecer na prática os processos licitatórios,  analisando projetos, editais e  especificações técnicas,  quantitativos de planilhas orçamentárias, entre outros aspectos técnicos cruciais para a qualidade das obras.

Segundo o presidente do OSL, o engenheiro civil e professor universitário Fabiano Ventura dos Santos, um estudo feito por comissão especial criada no Senado no ano de 2016, para estudar a situação de obras inacabadas no Brasil, apontou que 38% da paralisação de obras no país acontece por motivos técnicos, ou seja, problemas que deveriam ser corrigidos ainda na fase de licitação.

“Problemas como especificações com falhas, números irreais, divergências entre os projetos e as peças técnicas que o acompanham, assim como a ausência de alvarás,  entre outros, podem ser dirimidos por meio de análises e verificações mais aprofundadas”, afirma o engenheiro.

Para Fabiano todas as partes só tem a ganhar com o projeto. “Ganham os acadêmicos, que vão ganhar a vivência prática e trabalhar com projetos reais, ganha a universidade que formará profissionais bem  mais preparados para a realidade do mercado de trabalho, ganha o observatório que passa a ter uma legião de voluntários e ganha a sociedade que terá engenheiros mais cientes  de sua responsabilidade junto a sociedade e o bom uso dos recursos.

Fotos Claine Andrade