Segurança

Santa Catarina cria divisão especializada de combate ao roubo de cargas

O índice de roubo de caminhões e cargas aumentou significativamente em Santa Catarina. De 2008 a 2016, esse tipo de crime teve incremento de 274%, segundo dados da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística (Fetrancesc). Para coibir a prática, foi criada oficialmente ontem à tarde, na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública, a Divisão de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC), braço da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC). A criação da divisão especializada foi assinada pelo secretário César Grubba, na presença do presidente da Fetrancesc, Ari Rabaiolli, do diretor geral da Polícia Civil, Artur Nitz, e do delegado Raphael Werling de Oliveira, responsável pela DFRC, entre outros representantes do setor de Transportes de Cargas e da área da Segurança.

Grubba disse que o aumento mais significativo de casos ocorreu em 2016 sobre 2015, e que em 2017 já houve recuo. Ele acredita que com a nova divisão vai se elevar o índice de resolutividade, que estima em 65%, uma vez que até agora essas ocorrências iam para a Divisão de Furtos e Roubos de Veículos e não recebiam o tratamento adequado.

Ainda que a atuação da nova estrutura vá abranger todo o território catarinense, por meio da integração com as Divisões de Investigações Criminais (DICs), Werling adiantou que a maior preocupação se concentra no Norte e no Vale do Itajaí. O secretário defende que o combate ao roubo de cargas é uma forma de conter também o avanço do crime organizado no estado. As mercadorias roubadas e vendidas sem qualquer controle causam prejuízos às empresas, ao fisco e ainda financiam o tráfico de armas e drogas.

Por Andréa Leonora – Editora Coluna Pelo Estado

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *