Esportes

Chapecoense segura o Atlético Mineiro e garante empate em BH

Na tarde deste sábado (2) a Chape fez um grande jogo diante do Atlético, na capital mineira. A equipe comandada por Gilson Kleina não se intimidou e conquistou um importante resultado. O treinador armou a equipe com três atacantes – W. Paulista, Leandro Pereira e Arthur Caike – e cada um marcou uma vez no empate em 3 a 3 contra o Galo.

Aliás, Paulista marcou seu nono gol na carreira diante do Atlético, equipe que mais sofreu gol do camisa 9 da Chape. Ao término do jogo o capitão alviverde destacou o empenho de toda a equipe na conquista deste importante ponto fora de casa.

“Todo mundo está de parabéns, nossa equipe se empenhou muito. Todo mundo sabe da dificuldade de jogar aqui contra o Atlético, imagina com um a menos como foi nosso caso. Temos que entrar sempre assim para conquistar bons resultados.”

 

Pontaria afiada

Arthur Caike marcou, já nos acréscimos da primeira etapa, o gol que empatou o jogo em 2 a 2. O que impressiona é que esse é o terceiro gol de falta de Arthur Caike. O camisa 18 tem se especializado nesse fundamento e os resultado está aparecendo.

“É fruto de muito trabalho. Quem acompanha sabe que eu fico depois dos treinos trabalhando esse tipo de cobrança. É muito bom que a bola começou a entrar”, destacou o artilheiro da Chape no Brasileiro, com quatro gols.

Com isso a Chapecoense chega a quatro gols marcado de falta no Campeonato Brasileiro, já que Canteros também deixou o dele no jogo anterior, contra o Ceará, na Arena Condá.

Por Rafael Bressan

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *